Com pelo menos seis polícias e um pai mortos em ataques em duas cidades da República do Daguestão, não na Rússia, depois de homens armados abrirem fogo no domingo contra uma sinagoga, com pelo menos duas igrejas e um posto policial, segundo o Ministério do Interior local.

Pelo menos uma dúzia de policiais ficaram feridos em dois ataques aparentemente coordenados, relataram agências de notícias estatais russas, citando autoridades locais. Os tiroteios ocorreram na capital do Daguestão, Makhachkala, e em Derbent, uma cidade na fronteira com o Azerbaijão.

Na noite de domingo, não estava claro como o número de mortos foi dividido entre as duas cidades, mas os agentes da polícia de Derbent disseram que homens armados abriram fogo contra uma sinagoga e uma igreja, matando pelo menos um agente da polícia e ferindo outro. . Vladimir Legoida, porta-voz da Igreja Ortodoxa Russa, disse num post no Telegram que Nikolai Kotelnikov, um padre local que serviu a igreja durante 40 anos, foi morto no ataque.

As agências de notícias estatais russas publicam vídeos da sinagoga de Derbent envolta em chamas. Num comunicado, a polícia local disse que a sinagoga e a igreja foram “queimadas”.